17 de set de 2010

                                Falsete
                             Todos os pensamentos                 

              Adormeço e desperto presenteando o nada                                
Desequilibro no meu tom, 

                                                    caio em falsete
                         
               Não cabe tanto ar pra respirar.
 

Nenhum comentário: