14 de dez de 2010



                                Onde Estive

 
Estive na noite, nas luzes, janelas
Falsos brilhantes
Loucuras, mazelas...
Estive nas ruas, castelos e guetos
Com as mãos,
segurei estilhaços de espelho.

Estive nas esquinas, a espera do nada
Com tudo na mente
Na chuva, molhada.

Estive na estrada, sobre rodas, ou não
Milhas de asfalto
Milhas de chão.

Estive em mil braços,
abrigo ou desejo
Nas bocas, sorrisos, doçuras e beijos.

Estive na música, cantigas da moda
Canções de ninar
Nos sambas de roda.

Estive na sua, estive na minha
Retorno plebéia, desejo a rainha!
 

Nenhum comentário: