17 de ago de 2012

Trocando Os Pés Pelas Mãos ( As Primazias )



Trocou os pés pelas mãos e sem poder caminhar,
com as mãos desenhou asas, soltou a alma e deixou voar...
Esculpiu sonhos, pensamentos
Roubou as chaves do tempo, trancou pra não passar.

Atordoado e confuso, nesse mal jeito de estar,
segurou firme o compasso, compôs seu caminho num rastro
Rabiscou o nome no ar.

Trocou os pés pelas mãos e sem poder caminhar,
fez do laço um abraço, cobriu de luz seu espaço
Sorriu para não chorar.

06/06/2012

Nenhum comentário: